sábado, 4 de novembro de 2017

Que vergonha!

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, desistiu, ontem, do pedido esdrúxulo e inconstitucional de acumular o salário integral do cargo que ocupa atualmente com a remuneração pela aposentadoria de desembargadora na Bahia. A pasta informou que já foi formulado um requerimento pedindo a desistência da solicitação apresentada no início de outubro pela ministra à Casa Civil. A aposentadoria bruta da ministra é de R$ R$ 30.471,10 e o seu salário mensal bruto é de R$ 30.934,70. Com a regra de abate do teto salarial, no entanto, ela recebe um total de R$ 33.700, o que equivale ao salário bruto dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Caso o pedido fosse deferido, a ministra passaria a receber R$ 61,4 mil. Isso num momento em que o país tem mais de 13 milhões de desempregados e o governo faz cortes para conseguir honrar suas despesas – sem falar na proposta de reforma da Previdência, cujo argumento é que a cada dia o rombo nos cofres fica maior. A remuneração de Luislinda, caso conseguisse o acúmulo, seria maior, inclusive, que a do presidente Michel Temer (PMDB), chefe dela. A regra do teto de abate também vale para o presidente, que tem cortes tanto no salário mensal como na aposentadoria de procurador pelo Estado de São Paulo. No vencimento mensal de Temer, por exemplo, o corte chega a R$ 27.784,94 e, na aposentadoria, é de R$ 14.442,70.

Não bastasse o pedido absurdamente fora de sintonia com a situação atual do país, na solicitação de acúmulo feita pela ministra, um documento de 207 páginas, cujo conteúdo foi publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, há mais um argumento no mínimo incompreensível: ela afirmava que o trabalho executado sem a correspondente contrapartida “se assemelha a trabalho escravo”. Em entrevistas, ela disse que está “prestando serviço ao Estado brasileiro” e acha justo receber por isso, embora já tenha uma aposentadoria que chega quase ao teto salarial, e receba um complemento.

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI.

2 comentários:

aluisio huenes de Oliveira disse...

Gostei da sinceridade dela , mais o povo prepare ser enagando por gente como lula que diz que é peserguido seus eleitores dizem que ele e pobre engraçado que ele disse num depoimento que recebe por mes 50 mil reais, tem nos bancos 20 milhoes de reais, pra piorar o pt diziam que quem recebia 1200 por me sera classe média e seus militontos seguidores acreditavam e gastaram o qu nao tinham nem podiam pagar e hoje sofrem pois até os empregos lula dilma os tirou levando seus nome sao spc serasa, muitos morando na sruas, prefiro a verdade do que a hipocrisia mais infelizmente muitos preferem ser feito de bobos kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

aluisio huenes de Oliveira disse...

prefere