sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Governo deve ter cuidado com o beija-mão


A cerimônia de cumprimentos de fim de ano, ou o popularesco beija-mão, é um ritual ridículo de vassalagem nascido na monarquia e perpetuado pelos poderosos até hoje.

Serve para nada vezes coisa nenhuma, a não ser para o governante ouvir adulações e falsidades de asseclas obrigados a comparecer.

Em 2017, seria recomendável o Governo do Estado cancelar o beija-mão.

Pelo clima fúnebre de falência geral e caos social gerado pela incompetência administrativa.

Se insistir, que reforce a segurança.

Seria uma aparição propícia a hostilidades sufocadas.

Há, sim, risco de morde-mão.

Por Rubens Lemos

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI e no Instagram clicando AQUI.



Nenhum comentário: