quarta-feira, 21 de março de 2018

Professora Apodiense prestigia I Seminário Internacional de Tecnologia Educativa de Cabo Verde na África


Profª Dra. Simone Cabral Marinho dos Santos em experiência internacional

O I Seminário Internacional de Tecnologia Educativa de Cabo Verde, realizado nos dias 16 e 17 de março de 2018, é uma iniciativa do Programa de Mestrado em Pedagogia da Universidade de Santiago (US), em Cabo Verde (África).

O objetivo do evento foi refletir e trocar experiências sobre as tecnologias educativas e metodologias de ensino entre comunidades de países de Língua Portuguesa, tendo sido apresentadas experiências de Cabo Verde, Brasil e Portugal.

Nesse evento, o Programa de Pós-graduação em Ensino (PPGE), do Campus Avançado Profa. Maria Elisa de Albuquerque Maia (CAMEAM), da UERN, foi representados pela Profa. Simone Cabral Marinho dos Santos e alunas Nádia Farias Santos e Mychelle Nogueira.

Na oportunidade, discutiram a inserção das novas tecnologias na escola pública e a importância do trabalho para o ensino das relações etnicorraciais e elaboração de produtos educativos.


A professora Simone Cabral ainda participou de Roda de Conversa e ministrou oficina sobre a elaboração de produtos educativos e metodologias de ensino, em que partilhou a experiência da produção da Coleção Produtos Educativos e Metodologias de Ensino – V. 1, do PPGE/CAMEAM/UERN, disponível para download no endereço http://propeg.uern.br/ppge/default.asp?item=ppge-materiais-e-produtos-educativos.

Durante a estada na Universidade de Santiago se reuniu com o Reitor Prof. Dr Gabriel António Monteiro Fernandes, para tratar de futura cooperação internacional entre programas de pós-graduação stricto sensu da Universidade de Santiago e UERN/Campus Pau dos Ferros.


Também concedeu entrevista a TCV (Televisão de Cabo Verde) sobre a importância do evento para discussão das TIC’s no contexto da gestão e da prática pedagógica na escola, da troca de experiências com a elaboração de materiais e produtos educativos e do estabelecimento de parcerias institucionais entre as Universidades.

De um modo geral, para mim, a participação no evento e o contato direto com as pessoas e o cotidiano cabo-verdiano, para além do idioma comum, o português, esses países ainda mantem estreitos laços históricos e culturais.

“Há muito em comum no modo de vida cabo-verdiano e brasileiro que se apresentam nos gestos, falas, sentidos, atitudes e sentimentos entre esses povos”, destacou a Professora Dra. Simone Cabral Marinho dos Santos.

3 comentários:

Marcos Pinto disse...

A similaridade Cultural desse pais africano prende-se ao daí histórico de que foi colonizado por Portugal, a exempl9 do Brasil.

Marcos Pinto disse...

A similaridade Cultural desse pais africano prende-se ao daí histórico de que foi colonizado por Portugal, a exempl9 do Brasil.

Marcos Pinto disse...

É com imensurável orgulho que vejo nossa amada terrinha subir ao Pódium além -fronteiras. PARABÉNS pela atuação a plevada performance da nossa exponencial figura no contexto Cultural.