sábado, 8 de agosto de 2020

Relatório do Volume dos principais reservatórios estaduais


O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta sexta-feira (07), informa que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório estadual, atualmente armazena 1.521.797.346 m³, correspondentes a 64,13% da capacidade total do reservatório que é de 4,37 bilhões de metros cúbicos. No dia 07 de agosto de 2019 o manancial estava com 732.604.207 m³, percentualmente, 30,87% do seu volume total.

As reservas hídricas superficiais totais estaduais acumulam 2.411.398.180 m³, correspondentes a 55,09% da sua capacidade total que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período de agosto 2019 os reservatórios monitorados pelo Igarn acumulavam 1.306.354.654 m³, que percentualmente correspondiam a 29,84% do seu volume máximo.

A barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior reservatório do RN, acumula 205.871.000 m³, que correspondem a 34,33% da sua capacidade total que é de 599.712.000 m³. Em agosto de 2019 o manancial estava com 142.503.265 m³, percentualmente, 23,76% do seu volume máximo.

Terceiro maior reservatório do Estado, Umarí, localizado em Upanema, acumula 259.930.809 m³, que correspondem a 88,77% da sua capacidade total que é de 292.813.650 m³. No mesmo período do ano passado a barragem represava 110.772.601 m³, correspondentes a 37,83% da sua capacidade total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, localizado em Acari, acumula 13.728.614 m³, percentualmente, 30,91% da sua capacidade total. No mesmo período do ano passado o Gargalheiras estava com 233.896 m³, que correspondiam a 0,53% do seu volume máximo.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 19.136.639 m³, correspondentes a 34,89% da sua capacidade total que é de 54.846.000 m³. No mesmo dia 07 de agosto de 2019 o reservatório estava com 223.758 m³, correspondentes a 0,41% do seu volume total.

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, acumula 2.851.344 m³, correspondentes a 26,24% da sua capacidade total que é de 10.865.000 m³. No mesmo período do ano passado o reservatório estava com 514.404 m³, 4,73% do seu volume total.

O açude Itans, localizado em Caicó, acumula 10.265.374 m³, que correspondem a 13,54% da sua capacidade total que é de 75.839.349 m³. No mesmo período de agosto do ano passado o Itans estava com 479.518 m³, percentualmente, 0,63% do seu volume máximo.

Os mananciais que permanecem volumes acima dos 90% das suas capacidades são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 95%; Passagem, em Rodolfo Fernandes, com 92,72%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 90,9%; Apanha Peixe, com 98,17% e Santo Antônio de Caraúbas, ambos em Caraúbas; Morcego, em Campo Grande, com 91,81%; Encanto, localizado em Encanto, com 96,03%; Mendubim, localizado em Assu, com 97,33%; Beldroega em Paraú com 93,4%; e Pataxó, em Ipanguaçu, com 91,11%.

Além de Umarí, os reservatórios que armazenam volumes acima dos 80% das suas capacidades são: Dourado, localizado em Currais Novos, com 88,38% e Rodeador, localizado em Umarizal, com 80,91%.

O reservatório de Marcelino Vieira acumula 8.321.081m³, correspondentes a 74,29% da sua capacidade total que é de 11.200.125 m³. No mesmo período do ano passado o açude estava com 8.873.625 m³, percentualmente, 79,23% do seu volume total.

Em termos gerais, dos 47 reservatórios monitorados, temos 2 em volume de alerta, que ocorre quando o açude está com volume inferior a 10% da sua capacidade e 2 secos. Em termos percentuais são 4,25% dos mananciais em nível de alerta e outros 4,25% secos, em um total de 8,50% de reservatórios em níveis críticos, porém Passagem das Traíras, que é um dos dois que está em nível de alerta, está em reforma, o que impossibilita que a barragem acumule água. O outro reservatório em nível de alerta é Esquicho, localizado em Ouro Branco. Já os secos são o açude Trairi, localizado em Tangará e o Inharé, em Santa Cruz.

Situação das lagoas

A Lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, está atualmente com 100% da sua capacidade que é de 11.019.525 m³.

A Lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.530.040 m³, percentualmente, 95,08% da sua capacidade total que é de 11.074.800 m³.

A Lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, está com 46.124.323 m³, correspondentes a 54,74% da sua capacidade total de acumulação que é de 84.268.200 m³.

Nenhum comentário: