domingo, 16 de setembro de 2018

Professor da UERN visita CDP Apodi e reconhece trabalho humanizado na unidade

O professor Ricardo Silveira veio conhecer de perto o trabalho na unidade prisional de Apodi

Ontem, depois de compromisso de trabalho em Apodi, o professor Ricardo Silveira aproveitou para conhecer o Centro de Detenção Provisória da cidade. Através de uma rede social, Ricardo parabenizou o trabalho realizado no CDP.

A unidade é dirigida por um de nossos alunos de Jornalismo da UERN, Márcio do Carmo Morais, que também é agente do Estado.

Quero aqui registrar o belo trabalho de humanização existente no local, com a oportunidade inclusive de diminuição dos dias de pena de alguns presos com a fabricação de vassouras a partir de garrafas PET, e a atuação em reformas físicas no espaço.

No passado, quando atuei no jornalismo policial, entrei em pelo menos três presídios (João Chaves, Alcaçuz e Mário Negócio), além de muitas delegacias. Naquela época, o que via eram lugares fétidos, insalubres, verdadeiros depósitos de pessoas, que não recuperavam quem quer que fosse. O que vi ontem foi um lugar limpo, que nem de longe lembrava o cheiro insuportável que eu tinha em minha memória.

Parabenizo Márcio Morais e toda sua equipe, pois compreendem a necessidade de recuperar essas pessoas para que elas voltem melhores para a sociedade, o que é positivo para toda a coletividade. Também parabenizo os detentos que se envolvem nessas atividades, pois também estão predispostos a serem parte ativa nesse processo.

“Ao receber o reconhecimento do nosso trabalho, fico muito orgulhoso, e com o sentimento do dever cumprido, aqui no CDP Apodi todos vestem a camisa da unidade, divido esse reconhecimento com todos os meus irmãos agentes", comentou o diretor Márcio Morais.

Nota do blog: O professor Ricardo Silveira destacou as oportunidades de trabalho de ressocialização, a limpeza, organização da gestão e os projetos no campo da educação.

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI e no Instagram clicando AQUI.

Nenhum comentário: