sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Procuradora: faca nos dentes para cima de Agripino

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou o senador Agripino Maia por peculato e associação criminosa.

Dodge afirma que Maia liderou um esquema que desviou R$ 590,6 mil do Senado Federal por meio de pagamentos a um funcionário fantasma.

De acordo com o Blog do Fausto, a PGR afirma que Victor Neves Wanderley, nomeado em em 11 de março de 2009 para assumir o cargo de assistente parlamentar no Senado Federal, não exerceu de fato a função entre março de 2009 e março de 2016.

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI e no Instagram clicando AQUI.

Nenhum comentário: