sexta-feira, 29 de março de 2019

Casos de tuberculose crescem e Rio Grande do Norte registra 90 óbitos pela doença em 2018; médico ressalta que tuberculose tem cura

Os números de casos registrados e de mortes pela tuberculose cresceram no Rio Grande do Norte em 2018, em relação ao ano anterior. Foram quase 2.000 casos e quase 100 óbitos, de acordo com dados da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública).

Conforme as informações, 1.922 casos de tuberculose foram notificados no estado no ano passado, frente 1.493 em 2017, 429 a mais. Os óbitos pela doença também aumentaram. Foram 90 mortes em 2018, diante de 64 no ano anterior, 26 a mais. Em 2019, 262 casos de tuberculose já foram registrados em todo o estado, sendo 4 óbitos pela doença.

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que pode ocorrer em qualquer região do corpo, sendo capaz de destruir o pulmão. Essa patologia é provocada pela bactéria Bacilo de Koch. A boa notícia é que se trata de uma doença totalmente curável.

O médico infectologista Fernando Chagas, do Hapvida, explica como ocorre a manifestação clínica da doença. “É preciso que o indivíduo tenha inalado uma quantidade considerável de bacilos que vai para o pulmão, surgindo, assim, os primeiros sintomas, como tosse, febre vespertina diária, tremores e perda de peso”, destaca.

A tuberculose pode ser diagnosticada por meio do exame de baciloscopia, onde é realizado uma análise do escarro, do teste rápido molecular e de exames como tomografia.

Acompanhe o Blog ApoDiário pelo Twitter clicando AQUI e no Instagram clicando AQUI.



Nenhum comentário: