quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Campus Apodi do IFRN conquista medalha de prata na Olimpíada Nacional de História


Com a equipe “Historiadora do Amanhã”, o Campus Apodi do IFRN conquistou medalha de prata na 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB). A grande final aconteceu no último fim de semana (17 e 18 de agosto), na Unicamp, e contou com a participação de 314 equipes, reunindo 1,2 mil convocados de todos os estados brasileiros.

As responsáveis pela conquista são três alunas do curso de Biocombustíveis, que contaram com a orientação e acompanhamento da professora Flávia Marinho. São elas: Tamile Reginaldo Rodrigues, Laisla Lauanny de Paiva e Nicole de Paiva Reginaldo. “Representar Apodi e trazer essa conquista para o município é motivo de orgulho e muita alegria para nós. A competição fortalece a nossa bagagem de conhecimento, estimula o trabalho e mostra que a educação contempla muito mais do que uma sala de aula”, explicam.

Para a professora Flávia Marinho, a conquista reflete a qualidade do processo de ensino e aprendizagem do IFRN como um todo. “É prova de que é possível existir um ensino público de qualidade. A Instituição foi responsável por trazer 19 medalhas para o Rio Grande do Norte, que foi o estado com maior número de premiações na Olimpíada. Nossos alunos estão de parabéns”, afirma.

Sobre a ONHB
Realizada pelo Departamento de História da Unicamp, a Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB) é composta por seis fases de provas realizadas de forma online, com duração de uma semana cada. Tem apoio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e do Programa de Pós-Graduação em História da Unicamp. Em 2019, teve 73 mil inscritos desde a fase inicial.

A final contou com a realização de uma prova dissertativa no sábado. Os finalistas interessados em concorrer a duas vagas no curso de graduação em História da Unicamp realizaram, também, na tarde do sábado, uma prova que faz parte do edital de “Vagas Olímpicas”, implantada de forma inédita em 2018 com o objetivo ampliar o acesso à universidade. Estudantes que fizeram a prova e conquistaram medalhas de ouro ou prata estão agora concorrendo às vagas na universidade.

Nenhum comentário: