domingo, 29 de dezembro de 2019

Aposentados e pensionistas: devem atualizar dados na base do INSS

Atualização não é a mesma coisa que prova de vida, que deve ser feita no banco onde o segurado recebe o benefício

O Dia

Aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílios do INSS devem manter os dados, como endereço, email e telefone, atualizados no instituto. No último dia 23, a autarquia publicou uma nota na sua página na internet alertando que as informações precisam estar em dia.
"Toda comunicação é feita por carta ou e-mail, quando cadastrado", acrescenta Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP).

Adriane adverte que manter os dados em dia é de extrema importância, porque "caso o INSS precise comunicar com o segurado e não tiver sucesso, ele geralmente suspende o benefício até que o segurado apareça". Vale destacar que essa atualização não é a prova de vida feita anualmente pelos segurados.

De acordo com o instituto, a atualização pode ser  feita pelo site Meu INSS ou pela Central Telefônica 135. No Meu INSS, é necessário fazer login, com uso do CPF e senha. Na coluna à esquerda, o beneficiário deve clicar em "Alterar dados de contato". Em seguida, abrirá uma tela com os campos de endereço, e-mail e telefone, que podem ser atualizados pelo usuário.

Esse serviço também está disponível na Central 135, que funciona de segunda a sábado, de 7h às 22h. É necessário informar dados como número do benefício, data de nascimento, CEP, nome completo e CPF do beneficiário para realizar a atualização.

Não é prova de vida
Vale destacar que essa atualização de dados no INSS não é a prova de vida feita anualmente por aposentados e pensionistas que recebem por meio de conta-corrente, conta poupança ou cartão magnético.

Como regra geral, o procedimento deve ser feito na instituição bancária em que recebe o benefício. Existem bancos que utilizam a data do aniversário da pessoa, assim como há os que convocam o beneficiário no mês anterior ao vencimento da prova de vida.

Basta apresentar um documento de identificação com foto como carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação, por exemplo. Algumas instituições financeiras já utilizam a tecnologia de biometria nos terminais de autoatendimento.

Nenhum comentário: