domingo, 29 de março de 2020

Há muito, não vejo mais televisão

As pessoas, especialmente os meus poucos leitores e seguidores, podem até estranhar em se tratando de um instrumento profissional, mas deixei de ver televisão. Só tem notícia de fim do mundo.

E eu estou entre os que acreditam que vamos sair desse inferno. Sei da enorme gravidade, estou cumprindo a quarentena como recomendado. Mas assistir aos telejornais repetitivos é compartilhar com o satanás. Deus me livre! Nunca vi tamanha desinformação e contradição.

E não têm outro assunto! O corona reina absoluto. Só com notícias ruins. Por que não mostram à volta à rotina de um paciente que se curou? O prazer está na contagem dos mortos. Acho que as TVs estão loucas por aquelas imagens reproduzidas da Itália, de enterros coletivos.

Não, não vejo mais televisão. Aliás, antes do corona, para ser mais sincero, eu só ligava a TV para alguns telejornais, programas inteligentes de entrevistas e jogos. Só. Odeio novelas e as baixarias do Big Bosta, ou Big Brother, desculpe.

Nas horas vagas da quarentena, mato o meu tempo com meu filho me divertindo ou lendo.

Nenhum comentário: